Quando desaprendes a voar

Ou porque magoaste as asas ou porque tas arrancaram a ferro e fogo, recomeça tudo de novo, mas com a   sabedoria de não repetir algumas más decisões e, isto é o fundamental, não voltes a permitir que te tirem as asas. Nunca mais. Recomeçar tudo dá muito trabalho e exige muito de nós. Quanto menos tivermos de recomeçar, melhor. Mas se mesmo assim tiveres de recomeçar várias vezes, recomeça sempre com a certeza de que vai demorar muito tempo até conseguires ter as asas a funcionar como deve ser. Vai demorar muito tempo até te apetecer voar. Vais passar dias a ver só os outros voarem. Vais ficar deprimido. Vais pensar que nunca mais consegues voar. Vais pensar que ninguém parece importar-se que tenhas deixado de conseguir voar. Mas todas estas coisas não te devem impedir de voltar a querer voar. Vais querer revoltar-te por não estares a voar. Vais querer revoltar-te com o facto de viveres a tua vida só a ver os outros voar. Vais revoltar-te com quem não percebe que não consegues voar. Depois será nessa revolta que decides agir. Tentas algumas vezes. É provável que falhes algumas e acertes outras. Mas sabes que um dia vais conseguir voar.

5 comentários:

Porque um dia me perdi... disse...

Exactamente o que eu precisava de ler neste momento :)

Marta disse...

excelente texto :)
mesmo que caiamos a primeira vez, é a tentar e a errar, a tentar e a errar, mas a errar melhor e melhor ate realmente conseguirmos voar.
Nao se pode desistir nunca.
beijinhos

Heriwen disse...

Que belo post, obrigada. É isso mesmo o que sinto =)

Bjinho*

Sophie disse...

Estás de parabéns pelo teu blog, tem textos lindíssimos e há muito que o sigo...

Também estou à espera de conseguir voltar a voar...e a sensação é mesmo a que descreves...
Beijinhos

W a l k e r * disse...

Eram estas a palavras que estava a necessitar de ler, belo post.