Chegou-se a um ponto



Hoje em dia há adolescentes (viva as excepções, que existem e são amorosas!) que nem os pêlos da barba têm ainda completos ou que ainda nem de saltos altos conseguem andar, mas já fumam, já andam com mais maquilhagem do que mulheres de trinta e quarenta anos, já conduzem e já bateram com o carro mais vezes do que pessoas de setenta com quarenta anos de carta de condução. Ainda não conseguem pagar com o próprio dinheiro os livros escolares, mas já conseguem pagar saídas nocturnas, férias de amigos, trips de surf, and so on.

Ainda nem são capazes de perceber que a pessoa que varre ruas e com quem gozam, nos seus bonés demasiado grandes, calças demasiado descaídas e ténis demasiado pesadões, são possivelmente pessoas melhores do que aquelas em que eles se tornarão.

Esta é uma imagem de uma parte da juventude que se vê por aí. Em que se humilham gratuitamente, em que mandam nos pais (mandam mesmo, isto não é exagero), em que esfaqueiam dezassete vezes outra pessoa por causa de um telemóvel [ver artigo], em que batem uns nos outros e depois como se isso não bastasse, não só filmam a cena como se de um acto heróico se tratasse, como ainda a publicam na internet, qual filme premiado para um festival de cinema caseiro. E estamos assim. O que está na moda para alguns, é ser rufia e armar confusão. Filmar tudo, para existirem sempre provas de tais façanhas, que ninguém pode ser popular sem provas.

Hoje em dia quanto mais rufia, mal educado e desordeiro for um rapaz, mais popular é. Antigamente eram simplesmente considerados sem salvação  e não era difícil imaginá-los a desentupir sanitas e a ganharem um euro por hora, quando chegassem à idade adulta.

4 comentários:

...Ju... disse...

infelizmente descreves grande parte dos jovens de agora. o que é assustador!
por isso mesmo acho que é justo que os paspalhos que bateram à miuda de 13 anos sejam exemplarmente castigados! para ver se os outros os deixam de rotular como heróis!

Dulce disse...

Muito pertinente esta tua observação.

Nos últimos dias temos assistido a coisas incríveis e parece que foi preciso chegar a isto para agora as gerações mais velhas começarem a olhar com mais preocupação para as mais novas...

É claro que, como bem dizes, há excepções... mas na generalidade os miúdos de hoje são irresponsáveis, insensatos e com uma escassez de valores preocupante!

dee disse...

Fico muito muito muito muito contente por eu e os meus amigos sermos uma excepção. :) Não tinhamos nada de popular, alguns não tinham notas tão altas como gostavamos mas somos todos boas pessoas continuamos a contar uns com os outros para tudo.
:) É bom

Guinhas disse...

Realmente é assustador e faz me pensar como será daqui a...bastam 15 anos. Ou "tomamos" as redeas das coisas, ou então será um caso perdido.