As excepções


Rapazes que, apesar de terem a sua percentagem de irreverentes (quem não a teve, na adolescência?) são educadíssimos, simpatiquíssimos, atenciosos e conseguem ter uma conversa em que facilmente lhes dávamos mais de trinta anos. Quem diz rapazes, diz também raparigas: responsáveis, queridas e com a cabeça no sítio certo.

3 comentários:

Mary Jane disse...

São raras, mas existem!

Beijinhos

kowodzpin disse...

só que são feios e a imagem conta muito!

isabel disse...

Ainda bem que há sempre excepções às regras ;)