Da perseverança

Passamos grande parte da nossa vida a sobreviver. Sobrevivemos aos nossos dias mais difíceis, sobrevivemos ao cansaço, à falta de esperança em dias em que deveríamos de ter esperança. Sobrevivemos às más notícias, à falta de sono, à monotonia, à apatia, ao vazio, à nostalgia. Sobrevivemos a tudo. E muitas vezes, injustamente para connosco, achamos que poderíamos estar melhor. Achamos que nada de realmente importante, especial, bom, acontece na nossa vida. Esquecemo-nos de que o facto de sobrevivermos a tanto - a sermos tão perseverantes, a não cairmos assim com tanta facilidade, a continuarmos com a cabeça tão erguida ainda, com um sorriso aqui e ali - faz de nós, de algum modo, vencedores. E se isto de sermos vencedores não poderá ser também uma razão por si só suficiente para nos sentirmos felizes, então não sei o que poderá ser mais.

11 comentários:

Fiona disse...

Bem, não poderia ter lido melhores palavras neste momento... Obrigada por todos os fantásticos textos que aqui vais escrevendo. E parabéns pela escolha das fotografias, sempre suaves, sempre lindas. :) Parabéns pelo blog!

м♥ disse...

bem, é mesmo isso. se passamos por tanta coisa, porque continuamos a achar que isso não é "importante"? devíamos orgulhar-nos por ainda conseguirmos passar pelos dias, com tantas coisas más que andam por aí prontas a atacar...

Anónimo disse...

Tens um blogue muito bom, devias era mudar o template. Há tantos iguais :X

Sofia* disse...

Devemos dar valor aos pequenos gestos, porque vamos encontrando a felicidade nesses pontos. E o facto de conseguirmos ultrapassar tudo com força e não cairmos faz de nós pessoas corajosas e felizes:)

*

Manuela disse...

Miss Daisy, óptimo texto que nos faz pensar que temos sempre muito mais da vida, do que pensamos.
Tens um desafio no meu blog, caso queiras aceitar.
Beijinhos e bom fim-de-semana :)

Rebelde disse...

A vida assume-se como uma verdadeira e diária tarefa de sobrevivência. Seja a ser corriqueiro sobreviver, tornando-se para muitos de nós, ditos normais, quase lema de vida. Sobrevivemos a todas as espécies de adversidades, às vezes com a cabeça em baixo. Noutros dias mais radiosos, talvez com um rasgo fugaz de sorriso no rosto. Não nos deixarmos cair por completo, faz de nós verdadeiros sobreviventes neste encruzilhada que é sobre(viver).
Gostei imenso do teu blogue. Fiquei fã. Gosto da tua escrita. Beijinho. *
A vida assume-se como uma verdadeira e diária tarefa de sobrevivência. Seja a ser corriqueiro sobreviver, tornando-se para muitos de nós, ditos normais, quase lema de vida. Sobrevivemos a todas as espécies de adversidades, às vezes com a cabeça em baixo. Noutros dias mais radiosos, talvez com um rasgo fugaz de sorriso no rosto. Não nos deixarmos cair por completo, faz de nós verdadeiros sobreviventes neste encruzilhada que é sobre(viver).

Gostei imenso do teu blogue. Fiquei fã. Gosto da tua escrita. Beijinho. *

Sofia disse...

lindo :) como de costume!

Mary disse...

parabéns pelo blog! :) escreves de uma forma apaixonantemente viciante. nao podia concordar mais com o texto, mas as vezes torna-se mesmo dificil de 'sobreviver' beijinho

C disse...

Da primeira à última palavra muito me diz e em muito fiquei a pensar...

mariana fernandes disse...

há muita coisa difícil, mas ser-se humano, viver os dias, e ainda assim continuarmos de pé, é a pior..

Miss B-Beautiful disse...

É mesmo isso.