Crenças #4


Quando não temos um céu de estrelas, para nos iluminar, para nos maravilhar, para nos lembrar que existe ainda beleza no universo, mesmo que a nossa vida esteja sem qualquer brilho, só temos de aprender a fazer o nosso próprio céu de estrelas. E a acreditar que, embora não seja o verdadeiro, o original, o que fizermos também nos vai iluminar, também nos vai maravilhar e, no fundo, lembrar que existe beleza no universo, e fomos nós que a criámos.

12 comentários:

Fiona disse...

Mas às vezes é tão difícil...

Silvia disse...

Mas é difícil fazer o nosso próprio céu de estrelas. Às vezes não sabemos como o começar.

(Excelente escolha de imagem para ilustrar este texto).

Um beijinho

Sofia disse...

true :)

Filipa disse...

Que bonito texto. Nem imaginas o bem que me fez ler estas palavras. Se não te importares, vou linkar no meu blogue.

Beijinhos

Marta disse...

é impossível, really, não gostar do teu blog...

o texto está lindo :)

Maria, Dreamer! disse...

liiiiiindo e verdadeiro... e difícil de concretizar!

Carla Antela Alves disse...

Bem verdade! Adorei.

bécas, disse...

sim, concordo (: ; no entanto é tão difícil dar o primeiro passo; é tão difícil arranjar forças para iniciar a construção do novo céu...

Marta disse...

Sim :) e acreditarmos que um dia o original ira aparecer, quando menos esperarmos!

Margarida disse...

Não é fácil desenhar um céu, muito menos estrelas que o façam brilhar... mas, não é impossível :)
Gostei muito de te ler, em especial este post, que me encaixa na perfeição...

Beijinho

Nokas disse...

É tão bom vir aqui e sorrir com um texto deste :))

Poetic GIRL disse...

Olá, Só para avisar que este teu texto está plagiado aqui:
http://umdiadoisdias-8.blogspot.com/
Parece que tem sido recorrente estes dias por esta blogosfera fora... bjs