Querem adrenalina? Leiam: Acerca do serviço dos nossos Correios Nacionais


No mês de Maio (vejam bem, onde é que Maio já vai? Passaram-se "só" três meses.) enviei por correio projectos de investigação que, para além de me terem custado muito dinheiro a desenvolver e imprimir (etc), custaram meses do meu tempo pessoal.

Na estação de Correios, garantiram-me, entre um sorriso, que como eu estava a pagar pelo serviço Azul Prime, que a minha encomenda chegaria ao destino em três dias úteis e que não valia a pena estar a pagar por Correio Registado, porque aquele serviço garantia toda a segurança, uma vez que eu podia seguir a minha encomenda via internet - pelo que, assim sendo, a minha encomenda teria chegado, imagine-se, ainda no fim de Maio. Mas qual quê? Estamos em Setembro, a meio de Setembro, e, pasmem-se, ainda não chegou e pelo andar da carruagem, nunca mais chegará.

Querem saber como foi para aproveitarem para um guião de filme? (já que uma situação destas só faria sentido mesmo em filme) Então vou contar-vos:

Quando me apercebi de que a minha encomenda não chegou, fui aos Correios. Disseram-me para esperar. Junho chegou e conforme Junho avançava, fiz uma reclamação que, segundo funcionários dos Correios, demorava uma semana a responder. Julho chegou e resposta? Nem vê-la. Quase no fim de Julho chegou a resposta que traduzida por miúdos era mais ou menos a dizerem-me que fosse levantar um vale de indemnização de 34.02€ (pelos danos causados) nos Correios. Sobre o que iam fazer para localizar os meus projectos ou como iam proceder ali, não escreveram absolutamente nada.

Uma vez que os custos daqueles projectos eram cinquenta vezes superiores (e isto é um eufemismo, porque foram bem mais) a esse valor, não o fui levantar, por ser inconcebível apresentarem-me 34.02€. Atentem nos dois cêntimos. Parecendo que não, ajudam. Podem fazer a diferença e ajudar-nos, por exemplo, a comprar carne ou peixe. Not.

Fiz uma nova reclamação a explicar ao pormenor porque é que os meus projectos tinham de ser encontrados (estavam perdidos, claro) e porque é que a indemnização que me davam eram simplesmente inacreditável. Responderam-me que eu não tinha mais direitos nenhuns e que como não enviei a encomenda em correio registado, que ficasse com os 34.02€ e pronto.

Como podem ver, os Correios Portugueses, que nos representam no estrangeiro e não só, em vez de agirem eficazmente e responsavelmente, simplesmente lavam as mãos do que quer que diga respeito aos clientes e dão-nos, num acto de caridade, trinta e quatro euros e dois cêntimos.

Se por causa do mau serviço deles perdemos um sem fim de dinheiro, meses de trabalho, a oportunidade de vermos o nosso trabalho reconhecido publicamente ou acabamos com o coração em farrapos, isso são coisas que parecem passar completamente ao lado (muito ao lado, do tipo, a quilómetros de distância) desta entidade que se chama Correios Nacionais, vulgo, CTT.

Está na altura, se calhar, de se começar a criar outra entidade que faça serviço de correios, já que a existente parece não estar a levar a sério o trabalho e os serviços que presta.

20 comentários:

ombemua disse...

Que filme!
Eu ja aprendi que nunca se pode confiar nos que os senhores(as) dos CTT nos dizem.
Aqui na Inglaterra, acho que o Royal Mail funciona muito melhor, mas muito melhor mesmo.
Esperoq ue consigas resolver as coisas.

Baci*

mari disse...

bem, que odisseia ... pena que tenha tido um final infeliz :S

Kitty Fane disse...

É chocante que se brinque assim com o trabalho e dedicação das pessoas. Logo que possa, vou fazer link no meu blogue. Isto tem de ser divulgado. É que ainda por cima já ouvi mais histórias parecidas com esta. É bom que se saiba o belo serviço de CTT que temos.

Sorriso de Menina disse...

Revejo-me neste post, infelizmente já passou meio ano e nada da encomenda recebida aqui nos meus lados.
Desisti!

True smile disse...

não sou de lisboa, mas fui propositadamente no 30 de julho ao aeroporto colocar uma carta registada nos correios. o prazo de entrega era 31 de julho, um domingo, por isso enviei como registada nesse dia 30. sabes o que aconteceu? veio devolvida com excesso de peso. tinha uma folha branca A4 dentro do envelope! uma folha apenas!!! como é que aquilo tem excesso de peso!?!?
Sim, os CTT são uma autêntica palhaçada. welcome to my world.

Sofia disse...

Chocante, só posso dizer isto! Os CTT tinham obrigação de ser responsaveis pelo que enviaste, devolver-te isso e pagarem-te uma indemnizaçao decente. Que país é este que temos?

Eu mandava-lhes os dois centimentos num envelope.

Ana disse...

Ai meu deus, que desgraça realmente...

Já ia sendo tempo dos CTT mostrarem alguma atitude que os deixasse bem vistos, mas não, sempre a descer...

Boa sorte com isso

Luís disse...

É fazeres outra reclamação e se não funcionar, tribunal com eles.

Moleskine disse...

eu é sempre, sempre registadinho!!!também já aprendi às minhas custas

AC disse...

Eu nunca (mas mesmo NUNCA) mandaria uma coisa importante sem ser em correio registado. Foi um bocadinho irresponsável da sua parte. Mas eu entendo, às vezes vamos na conversa das outras pessoas.

Fiona disse...

Sem palavras! Mais uma oportunidade que uma organização portuguesa perdeu de prestar um bom serviço aos seus clientes...

Mãe adoptiva disse...

I.N.A.C.R.E.D.I.T.A.V.E.L

Já divulguei também no meu blogue!

Panda disse...

Caramba :s
Era de lhes fazer sei lá o quê..

Piston disse...

Por muito que se lamente a situação na vida profissional não é o código de honra que é válido. Eles não dão uma esmola, dão o que é legalmente devido.

O funcionário deu uma informação errada e, infelizmente, não será possível fazer prova disso.

É escusado colocar em causa toda a instituição. Não ajuda nem resolve.

(Não trabalho nem sou amigo de ninguém que trabalhe nos CTT.)

Guinhas disse...

Isso é um escândalo!!Sinceramente...é uma falta de respeito pelo cliente!

Morcegos no Sótão disse...

Com o devido respeito, Miss Daisy, mas CLARO que se a encomenda era assim tão importante, tinha mais é de a enviar registada independentemente do que lhe dissessem nos Correios... É a única forma de nos protegermos de erros destes.

Espero que ao menos o dito projecto estivesse gravado no seu computador e que já outros olhos lhe tivessem posto a vista em cima.

MJNuts

Ana disse...

estou chocada com o que acabei de ler...
beijinhos

Claudia Borralho disse...

Bom, eu utilizo muito os correios para envios, já tive extravios com correio verde e agora envio tudo em correio registado em mão. Ainda assim faço-o com plena consciência que mesmo assim podem ocorrer novos extravios e o máximo que recebo de volta são os tais 10x o que paguei pelo serviço (no meu caso não chegará sequer a €30).
Posto isto, o que tu pretendes existe. São as empresas privadas de envios tipo DHL e UPS. Pagas muito mais pelo serviço? SIM! Mas tens outras garantias. Se o que enviavas era assim tão importante talvez devesses ter optado por outra solução que não os correios.
"Este serviço dá lugar ainda ao pagamento de uma indemnização em caso de perda ou extravio do objecto e á devolução do valor de 1,00€ por objecto"
Não sei como chegaram aos €34,02.. pelo que diz no site devolvem apenas €1,00 por objecto perdido!

Dulce disse...

Embora a situação seja caricata (muito!) não me surpreende tanto pois já tive um ou dois episódios com os CTT...

Um deles foi há uns 2 anos, quando enviei a fita de curso a uma amiga por correio normal (sim, não seguiu registado, mas sabia lá eu que um mero envelope lhes ia interessar tanto?!) e o dito nunca chegou ao destino... Nem fui reclamar pois nem sequer tinha prova de que o tinha enviado, seria tempo perdido, mas fiquei logo com uma noção da eficiência dos nossos CTT...

A partir daí, SEMPRE registado.

Espero que, como por um milagre, as tuas coisas apareçam... ...

Ana Sá disse...

Sabes, eu tenho uma loja e envio peças pelos CTT a quem me encomenda online. Tenho enviado por esse serviço Azul Prime, apesar se eu ter pedido para ser por correio registado mas, tal como a ti, disseram que era melhor esse serviço por poder seguir a minha encomenda pela net. Ainda não tive problemas... mas estou a ver que é melhor arranjar uma transportadora para fazer esse serviço, não vá o diabo tecê-las.