Quando cheguei ao local das votações, no dia 5


Imensas pessoas. Pessoas por todo o lado. Pensei logo que aquilo devia estar para lá de insuportável. Quando cheguei perto da sala para votar, havia uma pessoa à minha frente. Presumi que todas as restantes andassem por lá simplesmente a falarem umas com as outras. Amigo reconhece amigo. Conhecido vê conhecido. O mesmo se passa nos acidentes. As pessoas não avançam para não entupir o trânsito. Não. Abrandam para ver o que é que se passou. E assim se formam pequenas ou grandes multidões.

1 comentários:

aqui mesmo disse...

A diferença é que em casos de acidente, a multidão acaba por atrapalhar. Nesta caso nao xD