Quando estamos em risco de poder perder alguém para sempre



Deixamos de ter força para fingir que estamos bem. Deixamos de ter paciência para determinadas coisas. Podemos tentar ocupar a cabeça com milhares de coisas (para não termos de pensar exclusivamente na realidade) mas há um momento em que deixamos pura e simplesmente de ter forças para passear, jantar fora, fazer posts sobre assuntos que nada têm a ver com o nosso sofrimento mas que servem para nos manter à tona... Distraídos da dor. Servem também para não demonstrarmos o que verdadeiramente nos dói cá dentro. Mas há um dia em que não falar do assunto já não nos ajuda. E a realidade abate-se sobre nós.

Não vás embora já. Por favor? É demasiado cedo para deixares de viver. Eu não te vou deixar ir embora.

12 comentários:

Olívia Palito disse...

As palavras que escreveu, são de uma transparência incrível...
Desejo profundamente que essa situação se resolva rapidamente, para que possa voltar a sorrir, e ver o sol como ele é; radiante. :)

Maria disse...

Fiquei com lágrimas nos olhos, ao ler a parte final do teu post. Força e coragem ! a vida é muitas vezes díficil e questionável , mas existe sempre esperança, mesmo quando esta parece abandonar-nos .

Desejo as melhoras.

joana disse...

É bom falar nestas alturas. Quanto mais não seja para aliviar a pressão de ter que estar sempre bem.

Kitty Fane disse...

Adoro-te, querida Daisy. Vai correr tudo bem. Só tem de correr. Já tenho saudades dos nossos jantares.

paula disse...

;(

gostava de não saber o que estás a sentir, mas já passei por isso, ainda passo por isso.

beijinho **

Sexy na Cidade disse...

ando assim...

Maria

Mãe adoptiva disse...

Que tudo corra bem e que esse alguém especial melhore. istodo fundo do coração!

Um beijinho grande

...Ju... disse...

deu-me um aperto na barriga...

beijinho*

Ana disse...

Um beijo e um abraço muito apertado.

Helena Barreta disse...

Desejo que tudo corra bem.

Como eu entendo as suas palavras. Vivo em suspenso, eu e toda a família, há 13 meses com medo e uma dor profunda, precisamente por saber que um dos meus amores pode não ter muito tempo, pode não ter futuro.

Um abraço muito apertadinho, coragem e esperança.

Beijinho

Omundodosqueijos disse...

Como te entendo... os meus últimos 15 dias foram assim.

Pensamento positivo atraí coisas positivas.

bjs,
Papaqueijo

Mafs disse...

Está lindo! E é bem verdade. adorei e sigo * força querida!