Sou paciente e depois desta, não restam dúvidas


Sabem quando estamos à espera de um email importante e, de repente, a nossa caixa de email, que normalmente recebe dois, três, quatro (no máximo) emails por dia, decide receber, assim sem mais nem menos, durante duas semanas (DUAS SEMANAS) cerca de dez, onze, doze, treze, não sei quantos emails por dia. Se o meu coração resistiu sem ter nenhuma paragem, se conseguiu aguentar-se bem a tremer sempre que via um número tão elevado de emails e se punha a correr os remetentes dos emails e percebia que não tinham nada a ver com o que eu estava à espera, então tenho aqui um coração resistente. Ai tenho. Até de uma colega minha com quem já não falo há dois anos, recebi vários emails (uns quinze, só para terem noção), daqueles de correntes, de apresentações compridas de powerpoint, emails de alerta sobre os assaltos na rua da esquina, dos perigos do sol, dos perigos de conduzir, dos perigos de viver, resumidamente. Não sei, acho que Deus decidiu fazer uma pequena brincadeira comigo. Pensou assim: deixa cá ver se esta gosta de adrenalina. Resultou. Eu caí. Andei a respirar fundo várias vezes. Há bocado recebi o email tão esperado. Pronto. Já posso parar de verificar a caixa de email mil vezes por dia.

3 comentários:

S* disse...

Muito enervante.... boa sorte!

Joana disse...

É receber um monte de emails (agora também já se inclui mensagens pelo facebook lol) em que nenhum é o que nós queremos ou, então, quando enviamos um email ou mensagem e ficamos à espera de resposta, e estamos dias sem receber nada e, quando recebemos, temos o coração a palpitar, ficamos nervosas mas, vamos a ver...não é o que queremos!

joana disse...

Acontece-me bastante vezes.
E a minha caixa de e-mail em tempo de aulas é o caos!