Do esforço interior

A verdade é que passamos demasiado tempo a tentar controlar sentimentos. Se por um lado é verdade que nos ajudamos a nós próprios quando tentamos seguir em frente, estarmos minimamente bem, em cada dia que passa, por outro lado sabemos perfeitamente que só estamos a atirar para dentro de nós, para o mais fundo que existe dentro de nós, sentimentos e estados de espírito que, eventualmente, um dia nos vão sufocar e sair, num autêntico abismo criado por nós.
Num dia aprendemos a relativizar, aprendemos a atirar para o precipício a tristeza de segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo.
Estamos eventualmente todos os dias da semana bem, aparentemente bem. E, com alguma sorte, convencemo-nos de que estamos realmente bem.
Possivelmente, uma parte de nós, graças a esse esforço de seguir em frente, fica mesmo bem.

10 comentários:

Joana disse...

Temos sempre de tentar seguir. O caminho é para a frente e ficar presa no passado nunca serve de nada. Quando fingimos muito, acabamos por acreditar que estamos realmente bem, e isso é sem duvda, bom.

Kat disse...

Adorei o post..é mesmo assim..se nos convencermos que estamos bem..talvez um dia ficamos realmente bem :)

mariana fernandes disse...

gostei muito..

м♥ disse...

possivelmente, a outra parte de nós está só há espera de uma oportunidade para sair cá para fora. às vezes é na pior altura, depois é como uma tempestade. até que passa. tudo passa...

Sofia disse...

Eu acredito que é uma solução. No entretanto começas mesmo a sentir-te bem. Deixas de falar do assunto e de sofrer ou, pelo menos, deixas de mostrar que sofres por ele.

cereja disse...

Às vezes, estarmos bem, é um esforço que temos que fazer para que tudo á nossa volta ande e tenha o seu rumo natural. Às vezes tem mesmo que ser. Se não,ficamos alapados à cama até que alguém nos venha buscar.

alice disse...

olá!! de novo, he he, só uma pergunta, se souberes claro... s fotos não são do filme "obrigado por fumar"??
beijinhos, alice(already tua seguidora, he he)

Miss Daisy disse...

Alice, olá novamente

A fotografia é do filme Love Happens ("Amor por acaso") e é um bom filme, vale muito a pena ver.

Beijinhos

...Ju... disse...

quando nos esquecemos dessa "Obrigação" de nao termos sentimentos ou de nao demonstrar, sentimo-nos tão melhores e tão descontraídos!

Margarida disse...

Não vale a pena que nos peçam que estejamos bem... Por mim, falo, estamos aparentemente bem... Os sentimentos não se controlam, são eles que nos controlam a nós, de forma indiscreta e repetida...
Mas, sabes, eu quero convencer me de que estou bem... :)