Da maldade


Há pessoas que não pedem mais da vida do que terem a habilidade de entristecer os outros. Ou destruir, pedaço a pedaço, a felicidade alheia, porque, no fundo, a luz que vem das vidas dos outros incomoda-as, na sua escuridão. Incomoda-as existirem pessoas longe, em alguma parte do mundo, que vivem felizes... Que têm dias felizes, replectos de luz. E em casos mais comuns, incomoda-as existirem pessoas tão perto que vivem assim. Como se costuma dizer, "longe da vista, longe do coração"... Há cada vez menos pessoas que vislumbram um raio de luz na vida de outra pessoa e se sentem verdadeiramente felizes por aquele raio de luz na vida daquela pessoa. A maioria das pessoas podem, indiscutivelmente, não o tentar apagar, mas não se sentem verdadeiramente felizes por ele. Porque não brilhou na direcção daquelas pessoas. Porque está longe. Porque possivelmente como aquele não virá outro tão depressa. Porque fez alguém sorrir. Porque as faz lembrar que elas continuam na escuridão. E é assim que conseguimos ver a natureza de cada pessoa. As que vivem na escuridão por algum motivo e se sentem felizes por existirem pessoas que vivem fora dessa escuridão... E as pessoas que vivem na escuridão e julgam, no seu egocentrismo, que todo o restante mundo, todas as pessoas, deveriam igualmente viver na escuridão. Os esforços que fazem para que os outros não sejam felizes podem ser poucos ou muitos... Mas e os esforços que fazem para elas próprias sairem da escuridão? Nenhuns.

14 comentários:

J. disse...

Estou numa fase de escuridão e nada me alegra mais do que ver pessoas ( principalmente de quem gosto ) felizes. Sim, lembra-me que ando Às cegas mas também me lembra que não será sempre assim. E a infelicidade dos outros não resolve a nossa.

Pessoas que gostam de ver os outros mal é fugir delas como do diabo na cruz!

bécas, disse...

Essas pessoas que vivem «na escuridão», não «deixam» as outras pessoas serem felizes. Como é horrível viver nesse pesadelo.

{Gostei muito do texto (: }

Marta disse...

Essas pessoas egocentricas sao tao egoistas que em vez de, como tu dizes, tentar sair da sua escuridao, querem é ver as outras pessoas as escuras!
Ha pessoas que so vivem felizes com a infelicidade dos outros e eu nao suporto isso.
Quero que me deixem ser feliz, a mim e as pessoas que amo, quero paz.
Que é o que todos devemos desejar para o nosso coraçao!
Beijinhos :)

Silvia disse...

Pois, é que sair da própria escuridão dá muito trabalho e implica chafurdar na lama da própria existência. Atormentar a vida dos outros é mais fácil. É também triste e pequenino. Mas triste acima de tudo.

...Ju... disse...

é mais comodo conformar que lutar por resolver os problemas!
mas muito menos divertido e entusiasmante!

Sofia* disse...

Ainda não consegui perceber a finalidade destas pessoas ao destruir a vida alheia... Elas ganham o que com isso? Dá-lhes prazer? Se fizessem pela vida delas e olhassem para o seu umbigo se calhar não viviam na escuridão.

Ana disse...

completamente!

Ana disse...

p.s. adoro a maria mena também :)

Story Teller disse...

pessoas assim é o que não falta por este mundo...

o post está muito bom ;)

Nokas disse...

Que texto fantástico!

м♥ disse...

o problema é que existe muita gente assim, tão maldosa...

Maçã e Canela disse...

Infelizmente há pessoas assim.

Quando e como eu quiser disse...

Conseguiste pôr em palavras o que eu penso. Esta blogosfera pode ter muita coisa boa, mas também tem muita inveja e pessoas que apenas tiram o dia para nos chatearem com comentários maldosos e provocadores.

XR disse...

Há ainda um terceiro tipo: o dos que não gostam da escuridão sozinhos. Os que gritam que são umas vítimas a quem a luz nunca brilhou. Que olham a luz que incide sobre os outros pensando "também quero" mas não se levantam de onde estão para buscar a sua. Os que se viram para os amigos banhados pelo luar e choramingam "vem para aqui, faz-me companhia, dá-me mimo!".
Não interessa que os outros fiquem sem luz desde que eles não fiquem sós na (sua) escuridão. É triste... mas nos nossos dias, "em terra de cegos quem tem um olho é espancado".